Pages Navigation Menu

Filie-se

Filie-se

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA FILIAÇÃO AO SINDICONDOMÍNIO-DF

  • Convenção ou estatuto do condomínio;
  • CNPJ do condomínio;
  • Ata de eleição do síndico(a);
  • CPF e RG do síndico(a);
  • O síndico deverá preencher ficha de filiação, em formulário próprio do Sindicato, na recepção da Entidade.

O Sindicato dos Condomínios Residenciais e Comerciais do Distrito Federal-SINDICONDOMÍNIO-DF, legítimo representante sindical de toda a categoria que compreende os condomínios do Distrito Federal, vem através desta, prestar alguns esclarecimentos à categoria de condomínios. Como é público e notório, toda deliberação sindical se dá por meio de assembléia geral. Desta feita, como não poderia ser diferente, o SINDICONDOMÍNIO-DF, no dia 28/11/2011, realizou a Assembléia Geral Ordinária, que teve como uma das pautas aprovadas as tabelas das contribuições patronais, conforme descriminado abaixo, para o exercício de 2012:

Contribuição Sindical:

“Contribuição Sindical: Cobrada uma única vez ao ano, com vencimento em 31/01, no valor de R$ 164,64 para os condomínios residenciais de apartamentos e de casas; e no valor de R$ 572,65 para os condomínios comerciais e centros clínicos. Para centros de compras (shoppings centers), vide tabela abaixo. Esta contribuição está amparada nos Art. 578 e seguintes da CLT.


Contribuição Assistencial:

Contribuição amparada no Art. 513 da CLT, cobrada em seis parcelas anuais, com vencimentos para 10/01, 10/03, 10/05, 10/07, 10/09 e 10/11. Tem como base de valores a quantidade de unidades por condomínio, conforme tabela.
Observação: Acima de 400 unidades, acrescentar R$ 1,00 por unidade.


Contribuição Confederativa:

Esta contribuição será cobrada em duas parcelas anuais, com vencimentos previstos para 10/04 e 10/10. Tem como base de valores a quantidade de unidades por condomínio, conforme tabela anexa.

A contribuição tem amparo da Assembléia Geral Extraordinária, realizada em 31/10/2001, que referendou a Resolução nº 003/2001- CR/FECOMÉRCIO-DF e seus valores referendados na Assembléia Geral Ordinária de 28/11/2011. Nota-se que a Resolução ora referida encontrou lastro no Recurso Extraordinário nº 189.960-3, julgado pelo Supremo Tribunal Federal, que teve como relator o Eminente Ministro Marco Aurélio Mello.
Observação: Acima de 400 unidades, acrescentar R$ 1,00 por unidade.