Pages Navigation Menu

Operação Dinossauro: envolvidos em grilagem de terra têm prisão preventiva decretada

Fonte: MPDFT

Grupo foi preso por sete crimes, entre eles o parcelamento ilegal de terras públicas, organização criminosa e lavagem de dinheiro

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) conseguiu, na última sexta-feira, 13 de outubro, a prisão preventiva de seis pessoas acusadas de envolvimento no crime de parcelamento irregular do solo no Condomínio Ville de Montaigne II, no Lago Sul. A área pertence à Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap). Em 10 de outubro, 14 pessoas foram presas durante a Operação Dinossauro. A decisão de converter a prisão temporária em preventiva foi da 2ª Vara Criminal do Distrito Federal.

Para a promotora de Justiça de Defesa da Ordem Urbanística (Prourb) Selma Leão, a conversão da prisão representa uma grande vitória contra essa organização. “O grupo atua há anos na mais absoluta impunidade e o cárcere, ainda que provisório, resgata a credibilidade no sistema de Justiça e viabiliza a desarticulação do esquema criminoso da grilagem no DF”, destaca.

Os envolvidos são investigados por corrupção ativa, corrupção passiva, tráfico de influência e lavagem e ocultação de bens, direitos e valores. Milhares de pessoas foram lesadas por crimes contra a ordem urbanística, o meio ambiente e o patrimônio do Distrito Federal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *